No PT a Democracia foi respeitada?

O Partido dos Trabalhadores – PT, foi fundado na década de setenta, em plena efervescência do regime militar, mesmo assim com a liderança do metalúrgico pernambucano, homem forjado na luta trabalhista, praticamente iletrado, teve a coragem de defender, enfrentar os direitos dos trabalhadores diante das baionetas dos militares, e tendo fundado o primeiro partido de base popular. Foi assim que teve início esse partido dos trabalhadores.

O partido cresceu, ganhou simpatia e adesão popular das massas, da classe média e das pessoas mais conscientizadas deste país, por isso mesmo chegou ao poder, fato que talvez tenha sido o seu maior erro, porque o projeto de poder não estava no plano das elites brasileiras, tampouco à classe rica deste país. Hoje se pode notar que o PT foi o único partido que respeitou a democracia e valorou as instituições republicanas brasileiras.

Na verdade, o PT sempre foi visto pela classe trabalhadora como um partido sério, honrado e diferente dos demais, até mesmo na sua composição de formação das representações e das eleições de seus dirigentes, o partido sempre foi diferente dos demais, porém ao se deparar com um projeto de poder pela frente, perdeu em parte as suas características principais, pelo menos foi isso que aconteceu.

Ao chegar ao poder através do metalúrgico Luis Inácio Lula da Silva, o nosso Lula, teve que fazer um acordo com a classe abastada para poder adquirir a confiança de alguns estamentos sociais internos e externos, que viam o partido com uma certa dose de desconfiança, razão pela qual, ao fazer isso perdeu em parte a sua autenticidade de pregação ideológica partidária, ao firmar acordos e colocar nas suas fileiras filiados que nada tinham a ver com os ideias sociais do partido dos trabalhadores, o desconfigurando em parte, porém não a ponto de se tornar um partido ditatorial, porque sempre respeitou os primados democráticos de nossa incipiente república.

Há de se acreditar que o partido está passando por uma reavaliação interna para que possa vir novamente a ganhar a simpatia do povo brasileiro, sobretudo das massas populares, que tinham orgulho de colocar uma estrela do PT no peito, o que era motivo de ostentação e de orgulho e isso poderá com certeza vir a acontecer novamente, porque o PT não morreu e ainda continua sendo o maior partido político brasileiro.

À bem da verdade, o partido não morreu, tampouco o idealismo que surgiu com a sua fundação lá atrás na década de setenta e por isso mesmo é que, poderá voltar com todo a força ao poder novamente, porque os demais partidos que existem não passam de meros escudos de esculhambação, de desestruturação, de quadrilhas de corrupção e por isso mesmo, nenhum deles tem na realidade um projeto de poder, o que isso pode ainda vir a acontecer com o Partido dos Trabalhadores, porque Lula ainda não morreu e mesmo que venha a acontecer, as suas ideias irão permanecer no coração de muita gente, isto porque as ideias nunca morrem, de eternizam para sempre.

Compartilhar:

Manoel Modesto

Advogado, escritor, poeta e presidente da ABLA (Academia Buiquense de Letras e de Artes)

Você também poderá gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *