Janaína Paschoal, Admite Inocência de Dilma

Sinceramente, uma profissional da advocacia dessa natureza, sequer merecia a autorização legal para advogar, porque montou uma farsa, adulterou fatos, manipulou a opinião pública junto a outros setores políticos e de comunicação e terminou através de um Congresso Nacional sem-vergonha e picareta a cassar um mandato de uma presidente inocente e sem ter praticado nenhum crime, o que havia sido motivo de muita denúncia bem antes disso, porém a conspiração previamente conluiada prevaleceu, transformaram uma inocente em culpada e cassaram um mandato legitimamente conquistado através do veredictum popular.

Depois do leite derramado, vem essa Bruxa de Blair, depois de tudo que não pode voltar, dizer que a presidente era inocente e que as pedaladas fiscais eram só uma farsa, invencionice de pano de fundo para cassar a primeira mulher eleita presidente deste país. Uma vergonha essa advogada, professora e agora, deputada, Janaína Paschoal, que para esse trabalho sujo recebeu R$ 45.000,00 do PSDB, partido hipócrita do criminoso Aécio Neves, que nunca aceitou a derrota para Dilma, desde o dia que esta se sagrou vitoriosa pela segunda vez.

Pior é que essa ação da advogada, com o seu comportamento estabanado e desonesto, a fez se tornar a deputada estadual mais votada no Estado de São Paulo, onde obteve a cifra de dois milhões de votos, o que só vem a confirmar que realmente o povo de São Paulo não sabe mesmo votar de jeito nenhum. São uns imbecis em termos de escolhas de seus representantes, bem piores do que os analfabetos do nosso Nordeste, que apesar de ainda perdurar a ignorância quanto ao poder do voto, ainda assim, os políticos daqui têm mais qualificações dos que os de lá, guardadas as proporções, porque uma grande parte é da mesma picaretagem daqueles.

Todo mundo sabia de antemão que não existia crime algum e por melhor que fosse a defesa colocada à disposição da presidente Dilma Rousseff, a cantilena, a musicalidade já estava composta por antecipação, com a participação ativa dos poderes constituídos, políticos, da sociedade civil, sobretudo dos poderosos, todos num balaio de corruptos exclusivo, fazendo com que, o Brasil viesse a parir esse “coiso” que está aí, fazendo lá ninguém sabe o que.

A bem da verdade, a arte de bem advogar, não comporta condutas dessa natureza, em que um profissional da advocacia monta todo um esquema, secundada por juristas renomados que pecaminosamente também apuseram as suas assinaturas na petição, só para passarem para a história num lugar nada enobrecedor, o de ter contribuído desonradamente para a cassação de um mandato popular de uma presidente inocente, mancomunados com um Congresso Nacional de 584 picaretas da pior espécie, salvo as poucas exceções.

Essa “Bruxa de Blair”, na verdade deveria também ser reservada uma vaga para ver o sol quadrado também, porque é tão criminosa quanto um criminoso qualquer, ao ter contribuído para a extirpação de um mandato popular de uma pessoa que crime algum chegou a cometer.

Compartilhar:

Manoel Modesto

Advogado, escritor, poeta e presidente da ABLA (Academia Buiquense de Letras e de Artes)

Conteúdo sugerido...

Leave a Reply

Your email address will not be published.