Cadê o Humanismo de Quem Era Humano?

           Sinceramente, nunca imaginei ouvir ou ler, palavras, frases ou compartilhamentos de vídeos nas redes sociais, de pessoas, que mesmo diante da barbárie e atrocidades cometidas contra pessoas, povos, sobretudo, os mais fragilizados e menos favorecidos que não têm o olhar de ninguém para lhes dar as mínimas segurança e condições de vida que seja!

         É realmente de cortar coração e causar revolta, ira, ódio incontido, ao perceber que até mesmo pessoas que tão próximas da gente eram até certo tempo, sensíveis e humanas; indignadas e reprovadoras de coisas inimagináveis que se praticava contra nossos semelhantes. Porém, enganadas, crentes em outras pessoas pioradas por um mundo que pensam em querer dominar e torná-las ainda mais dantescas, fazendo uma pregação, um doutrinamento de dominação por uma ideia farsante do lema fascista de “Deus, Pátria e Família, o trinômio de aprisionamento de pessoas boas para encaminhá-las para o mal e acorrenta-las numa redoma de um inferno abrasante para vê-las queimadas e as cinzas jogadas ao eterno obscurantismo de um mundo paralelo em que só existe mesmo dor, sofrimento e desamor pelo próximo. É nesse mundo que se vive no momento atual.

São tantas as coisas distorcidas que buscam jogar, incutir nas frágeis mentes de outras pessoas, suas cabeças, certamente confusas por algo que na vida passaram, que entendem por inverter o que supostamente é verdadeiro e valorar justamente, o que à olhos vistos está a aterrorizar pessoas que ainda permanecem com um mínimo de neurônios pensantes, e que ainda poderiam visualizarem o mundo real das coisas, quando determinados povos e pessoas são tratadas com descaso, menosprezo e desumanidade jamais vistas ou imaginadas entre gente da mesma gente. Nesse obscurantismo envolveram pai contra filho, filho contra pai, irmãos de sangue contra irmãos de sangue, dentre outras pessoas aproximadas e hoje, já não convivem com a mesma harmonia e amor que antes era o divisor de águas da convivência da vida em comum.

         O interessante em tudo isso, é o fato de que essas pessoas que estão vendo um mundo paralelo, levados pela maldade embutida em tantas religiosidades maléficas que estão mais para demoníacas do que benfazejas, não dá para acreditar no que se pode ver no momento em que o dantesco está sendo adotado como correto, se abandonando a realidade visível e palpável do verdadeiro mundo em que se vive. A inversão de valores foi colocada em prática em detrimento da realidade do mundo em que sempre vivíamos e isso é uma premissa negativa para a vida em sociedade.

         O que será que pensam essas pessoas? – O que essas religiosidades estão incutindo na mentalidade de suas ovelhas e seguidores, que adquiriram uma mentalidade tão perversa, tão atroz e maléfica, em que o demônio em que eles abominam e execram estão neles mesmos, hein, minha gente?! – Tem mais, não adiante ser letrado, graduado, porque a mentalidade não captou o conhecimento, o aprender e por isso mesmo, as mentes dessas pessoas ficaram paralisadas no obscurantismo da crudelidade infindável de um mundo que só existe mesmo na mentalidade desvairada  dessas pessoas.

         Por isso mesmo, há de se acreditar que um mundo sem tanas religiosidades enganosas e dantescas, seria bem melhor, porque pelo que a história nos tem ensinado ao longo dos séculos, é o fato de que, foram as tantas religiões existentes, especialmente o mundo cristão, o islâmico, responsável por inúmeras atrocidades abomináveis praticadas contra semelhantes e isso pelo visto, a distorção na interpretação mais favorável para determinado líder ou grupamento de pessoas que se deixam levar, uma parcela de evangélicos, islamistas, católicos romanos, estão fazendo muito mal ao mundo, quando deveriam estar buscando fazer o bem, e isso não é o que se está vendo de verdade, porque só se vê alguém querendo se dar bem com facções religiosas.

         Grupamentos religiosos, até entre eles mesmos, existe a soberba, a inveja, a concorrência e cada um deles querendo enganar um ao outro. Observe bem nesse mundo de religiosidade de alguém que ocupanda algum alto cargo no estamento hierárquico de alguma dessas religiões, se quer deixar a mamata para outro. A bem da verdade, quem está no topo, lá em cima quer continuar, para poder usufruir de todas as mordomias e fazendo da palavra do Deus que dizem acreditar, através do que denominam ser livro sagrado, um meio de vida para se manter e se perpetuar no poder de mando sempre buscando aprisionar mentes de pessoas que se encontram em muitos casos, em situação de um momento de dificuldades em sua vida, quer do ponto de vista econômico ou emocional, tornando-se a partir daí em presas fáceis nas mãos desses mercadores da fé, surgindo a partir de então, muitos impérios de farsantes e poderosos religiosos da fé, que não param somente nesse ponto.

         Por isso mesmo essa gente vive metida em tudo que é lugar, quer na política, nos meios sociais, sempre buscando cabalar mais pessoas no intuito de obterem dinheiro, lucros, poder e buscando enganosamente sempre, em manter a sua posição mandonista como se vivêssemos numa sociedade feudal com esse fajuto lema DEUS, PÁTRIA, FAMÍLIA E MILITAR, as linhas mestras principais do arcabouço das sociedades fascistas, que tanto mal já fizeram a humanidade como bem demostra a história mundial.

         Diante de tudo isso, há de se questionar, onde é que está o humanismo que por algum momento se imaginou existir entre irmãos, pais e filhos, vivendo harmonicamente numa sociedade jurídica e politicamente organizada?

         A pior coisa que se pode objetivamente observar, é o fato de que, ao se praticar alguma atrocidade nitidamente reprovável, do ponto de vista social e jurídico, para esse grupamento de pessoas, nada disso foi errado, porque foi a vontade do “Deus” que eles dizem seguir e acreditar. Tudo balela, conversa fiada e enganação dessa gente nojenta, degradante e desprezível, porque é isso que pessoas que pensam e agem dessa maneira são de verdade!

Compartilhar:

Manoel Modesto

Advogado, escritor, poeta e presidente da ABLA (Academia Buiquense de Letras e de Artes)

Conteúdo sugerido...

Leave a Reply

Your email address will not be published.